RIO 2016: CICLISMO PARAOLÍMPICO COMEÇA COM RECORDES

Cinco novos recordes foram estabelecidos no primeiro dia de disputas  no velódromo do Rio de Janeiro na Paraolimpíada. E os britânicos mais uma vez saem à frente com 3 ouros e 1 prata dominando o quadro de medalhas do ciclismo paraolímpico

Megan Giglia da Grã-Bretanha compets durante mulheres C1-2-3 pista de ciclismo 3000m busca individual no dia 1 do Rio 2016 Jogos Paraolímpicos Velódromo Olímpico em 08 de setembro de 2016 no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. (Foto por Friedemann Vogel / Getty Images)

Megan Giglia nova recordista mundial  e paraolímpico da perseguição individual foto: Friedemann Vogel / Getty Images

O primeiro dia de disputas no velódromo do Rio foi marcado pela quebra de cinco recordes, sendo três mundiais e dois paraolímpicos.  A primeira marca foi estabelecida na fase classificatória da perseguição feminina C-1-2-3 – em 3.000 metros. A britânica Megan Giglia na categoria  C3 –registrou  4m03s544  estabelencendo  a nova marca mundial e paraolímpica; ainda na fase classificatória a holandesa Alyda Norbruis  que detém o recorde mundial e paraolímpico na classe C2 registrou 4m12s030,  longe ainda dos 4m07.454 obtidos na altitude do velódromo de Aguascalientes, no México. Na disputa pelas medalhas, Megan Giglia enfrentou a estadunidense Jamie Whitmore e levou o ouro após alcançar pelas costas sua adversária antes de atingirem os 2.000m de prova. Na disputa pelo bronze a holandesa Alyda Nurbruis que já havia estabelecido o recorde paraolímpico mais cedo para a categoria C2, se enfrentou com a ex-recordista em Londres2012, a chinesa Sini Zeng, e mais uma vez melhorou seu tempo ao registrar 4m10s654, nessa prova não tivemos a participação de brasileiros.

Shawn Morelli Shawn Morelli dos EUA compete no C4 3000m busca individual ciclismo de pista das mulheres no dia 1 dos Jogos Rio 2016 Paraolímpicos no Velódromo Olímpico em 08 de setembro de 2016 no Rio de Janeiro, Brasil. (Foto por Friedemann Vogel / Getty Images)

Shawn Morelli – C4 detentora do recorde mundial e paraolímpico da perseguição individual – Foto:Friedemann Vogel/Getty Images

Também na fase classificatória da perseguição individual feminina na categoria C4 (esportistas com maior grau de deficiência, geralmente com amputação em um membro) a estadunidense Shawn Morelli que em março deste ano havia registrado o recorde mundial para os 3.000 metros  3m55s006 no velódromo de Montechiari, na Itália, no Rio registrou 3m57s741 novo recorde paraolímpico. Na final pelo ouro, superou com facilidade a australiana Susan Powell.  A disputa pelo bronze foi entre a estadunidense Megan Fisher e a neozelandesa Katherine Horan, em um duelo muito apertado Fisher levou a medalha por apenas 356 centésimos de segundo.

Steve Bate e Adam Duggleby da Grã-Bretanha competir em B 4000m busca individual pista de ciclismo dos homens no dia 1 dos Jogos Rio 2016 Paraolímpicos no Velódromo Olímpico em 08 de setembro de 2016 no Rio de Janeiro, Brasil. (Foto por Friedemann Vogel / Getty Images)

Steve Bate e Adam Duggleby da Grã-Bretanha  ouro na perseguição B- 4000 m. Foto: Friedemann Vogel/Getty Images

Na categoria C5 a britânica Sarah Storey que detinha os recordes mundial (3m32s050 – México/Aguascalientes) e paraolímpico (3m32s170 Londres/2012) também na fase classificatória superou as duas marcas e cravou 3m31s394 com uma velocidade de 51.089 km/h . A nova recordista disputou a final contra a sua compatriota Crystal Lane, sem dar chances apanhou a adversaria pelas costas antes dos 2000 metros.  A estadunidense Samantha Bosco ficou com o bronze ao vencer a polonesa Anna harkowska

Sarah Storey da Grã-Bretanha comemora após a mulheres C5 3000m busca individual ciclismo de pista no dia 1 dos Jogos Rio 2016 Paraolímpicos no Velódromo Olímpico em 08 de setembro de 2016 no Rio de Janeiro, Brasil. (Foto por Friedemann Vogel / Getty Images)

Sarah Storey  na pista do Rio estabeleceu a nova marca mundial e paraolímpica para a categoria C5 na perseguição individual com o tempo de 3m31s394 – Foto por Friedemann Vogel /Getty Images

No masculino, o recorde do dia foi do britânico Steve Bate que na fase classificatória B para os 4000 metros – perseguição individual – disputada em tandem (bicicletas de 2 lugares ) registrou 4m08s146s. Na disputa pelo ouro Bate que tinha como guia a Adam Duggleby superou a dupla  holandesa Vincent ter Shure/Timo Fransen, ficando com o ouro; na disputa pelo bronze a outra dupla holandesa Stephen de Vries/Patrick Bos levou a melhor sobre os espanhóis Ignácio Avila/Joan Font.

Na sexta-feira (09/09) acontecem as finais do Km contra-relógio feminino B e  masculino C4-5; Perseguição individual masculino C1-2-3

Silver medalhista de Susan Powell da Austrália, medalhista de ouro Shawn Morelli dos Estados Unidos e medalhista de bronze Megan Fisher dos Estados Unidos comemoram no pódio na cerimónia da medalha de C4 das mulheres 3000m ciclismo de pista busca individual no dia 1 dos Jogos Rio 2016 Paraolímpicos no Velódromo Olímpico em 08 de setembro de 2016 no Rio de Janeiro, Brasil. (Foto por Friedemann Vogel / Getty Images)

Susan Powell da Austrália,  Shawn Morelli dos Estados Unidos e Megan Fisher dos Estados Unidos comemoram no pódio na cerimônia das medalhas da perseguição individual C4 – Foto: Friedemann Vogel/Getty Images

JOGOS PARAOLÍPICOS RIO 2016

Perseguição Individual Feminina C1-2-3 – 3000 metros

1- Megan Giglian-C3/Grã Bretanha –

2- Jamie Whitemore-C3/Estados Unidos – alcançada pelas costas

3- Alyda Norbrius-C2/Holanda – 4m10s654 – 43.687 km/h – recorde paraolímpico

4- Sini Zeng-C2/China – 4m17s730

 

Perseguição Individual Feminina C4 – 3000 metros

1- Shawn Morelli/Estados Unidos – 3m59s407

2- Susan Powell/Austrália – 4m04s794

3- Megan Fisher/Estados Unidos – 4m04s081

4- Katherine Horan/Nova Zelândia – 4m04s437

 

Perseguição Individual Feminina C5 – 3000 metros

1- Sarah Storey/Grã-Bretanha –

2- Lance Crystal/Grã-Bretanha – alcançada pelas costas

3- Samantha Bosco/Estados Unidos – 3m54s697

4- Anna harkowska/Polônia – 3m54s701

 

Perseguição Masculina B – 4000 m

1- Steve Bate-Adam Duggleby/Grã-Bretanha – 4m08s631 – 57.917 km/h

2- Vincent ter Shure-Timo Fransen/Holanda – 4m10s294

3- Stephen de Vries-Patrick Bos/Holanda – 4m15s769

4- Ignácio Avila-Joan Font/Espanha – 4m16s764

Generated by  IJG JPEG Library

Foto: Friedeman Vogel

Para entender a classificação dos esportistas

C1-C2-C3-C4-C5: Ciclistas com potência muscular,  coordenação limitadas  ou amputados que competem utilizando bicicletas normais

TB bicicleta tandem: ciclistas com deficiência visual

Handbike: atletas paraplégicos

Deixe uma resposta