BRASIL RIDE – PARACICLISTAS CORRERÃO NA CATEGORIA OPEN

 

Dupla de paraciclistas, Jefferson Spimpolo e Athos Martins, entra na disputa da 6ª edição do  Brasil Ride 2015

Dupla de paraciclistas fez preparação específica para o Brasil Ride

Dupla de paraciclistas fez preparação específica para o Brasil Ride – foto: divulgação

Acostumados desde cedo a encarar grandes desafios na vida e na carreira esportiva, os paraciclistas Jefferson Spimpolo e Athos Martins da Costa viverão momentos de superação na Chapada Diamantina, na Bahia, entre os dias 18 e 24 de outubro, quando disputarão a Brasil Ride 2015. A dupla tem sua participação confirmada na sexta edição da ultramaratona correndo na categoria open.

Ambos têm histórias parecidas e o ciclismo foi o caminho encontrado para dar a volta por cima. Enquanto o mineiro Athos Martins, natural de Santa Bárbara, teve parte do antebraço esquerdo amputado após um acidente de carro aos sete anos, o paulista Jefferson Spimpolo, de São José do Rio Preto, sofreu um acidente de moto aos 14 anos, com uma fratura exposta na perna esquerda.

Na Brasil Ride, a divisão de  categorias o paraciclismo, C3 de Jefferson definida por lesão em um dos membros inferiores, e a C5 de Athos, lesão em membros superiores, serão esquecidas. Para a dupla a competição será com todos os demais competidores da categoria Open. “Disputar esta categoria significa muito para nós, porque lá poderemos esquecer que temos algum tipo de deficiência. Será fantástico correr uma prova desse nível e competir com tantos atletas de renome mundial e nacional. Uma honra para nós. Nosso objetivo neste primeiro ano será terminar a prova bem”, avalia Spimpolo.
A bicicleta de Athos recebeu adaptações especiais, e a preparação teve de ser planejada para um evento de longa duração e ainda sob forte calor “Agarramos com força esse desafio. O treinamento está em andamento visando termos muita resistência, porque é uma provas de vários dias. Também fizemos algumas adaptações na bike do Athos. Antes ele só usava o freio traseiro e pilotava com uma mão. Colocamos um suporte para apoiar o braço lesionado e os dois freios em um lado único”, conta o paratleta paulista Spimpolo

A Brasil Ride é Disputada sempre em duplas, distribuídas em sete categorias e cada uma com sua camisa de líder: Open, Feminino, Mista, Máster (+ 40 anos), Grand Master (+ 50 anos), Nelore (acima de 90 kg) e Corporativa (categoria com três integrantes).
Brasil Ride 2015

1ª Etapa: 18 de outubro – crono-prólogo de 20 km Mucugê

2ª Etapa: 19 de outubro – Mucugê e Rio de Contas 147 km com 3.355m acumulados de ascensão

3ª Etapa: 20 de outubro –  34,5 km Circuito de Cross Country em Rio de Contas (5 voltas de 6,9 km = 34,5 km)

4ª Etapa: 21 de outubro – Rio de Contas 84,7 km com 2.156m acumulados de ascensão

5ª Etapa: 22 de outubro –  Rio de Contas 94,7 km com 1.881m acumulados de ascensão

6ª Etapa: 23 de outubro – Rio de Contas a Mucugê 143,4 km  com 2.854 km acumulados de ascensão

7ª Etapa: 24 de outubro – Mucugê – 72,1 km 928 m acumulados de ascensão

Deixe um comentário