CIMTB:  NA ETAPA PAULISTA COCUZZI DOMINOU OS DOIS DIAS DE DISPUTAS

Luiz Cocuzzi foi o grande nome das disputas realizadas na Capital Paulista na etapa paulista da Copa Internacional de  Mountain Bike Levorin – CIMTB. No circuito montado entre as trilhas do Jardim Botânico e o São Paulo Expo, Coccuzi superou seus adversários. No Feminino, Raiza Goulão dominou com muita superioridade a prova de  XCO,  no domingo a vitória no Short Track ficou com Letícia Cândido

 

O campeão brasileiro arrancou com determinação na prova de Short Track – Foto: Thiago Lemos/CIMTB

A pista de 5,6 km para a disputa de Cross Country Olímpico- XCO – desenhada entre as trilhas do Jardim Botânico de São Paulo e o São Paulo Expo, que recebia a Brasil Cycle Fair  foi o palco de emocionantes disputas  pela 4ª etapa da CIMTB . Com o título de campeão garantido por antecipação na etapa de Congonhas , Henrique Avancini que vinha 4º lugar no Mundial de MTB, disputado em Cairns na Austrália optou por descansar e assistir as disputas das provas.

No masculino as primeiras voltas mostraram uma grande disputa e o surpreendente ataque do mountain biker português Davi Rosa/Tropix, que chegou a surpreender os brasileiros ao assumir a liderança da prova, porém em meio a um single track e utilizando uma bicicleta hard trail não superou um trecho mais acidentando da trilha e acabou chocando-se contra uma árvore o que o tirou da liderança, obrigando-o a fazer uma prova de recuperação para ainda garantir o 5º lugar na classificação geral.

Já sem a necessidade de se cuidar dos ataques do mountain biker português, Luiz Cocuzzi/ Equipe Lar Scott Kuruma KMC-Penks conseguiu colocar um bom ritmo e abrir uma boa vantagem sobre o espanhol Sérgio Mantecón/Trek Factore Race e Sherman Trezza/Caloi Elite Team para vencer a prova. “Tentei não deixar espaço. A pista estava muito rápida, e não tinha tempo descanso, todo mundo atacando e brigando pela ponta. Eu tentei poupar ao máximo para conseguir abrir um pouco no final”, afirmou Cocuzzi. O piloto  também avaliou a pista montada nas trilhas do Jardim Botânico. “Está cheia de single, divertida e muito veloz. Está aprovada. Dentro da capital de São Paulo é difícil ter uma pista desse nível”, afirmou.

O espanhol Sérgio Mantecón comemorou a segunda posição e também elogiou muito o traçado “O circuito é muito técnico e ao mesmo tempo muito bom e divertido, especialmente com os atletas brasileiros que sempre têm um alto nível. Havia muitos expectadores, especialmente em alguns lugares. É sempre muito bom ter público assim, principalmente quando se corre longe de casa e assim nos sentimos acolhidos”, comentou.
Sherman Trezza que completou a prova na 3ª posição comentou que conseguiu se encaixar melhor a partir da segunda volta. “Particularmente, no início da prova foi complicado, eu não consegui encaixar bem. A partir da segunda, consegui recuperar. A pista exige bastante fisicamente e é necessário ficar esperto porque tem muita árvore, nada muito extremo, mas tem que pilotar legal para não bater. Na segunda volta eu recuperei bastante e consegui me encaixar em terceiro lugar. Para mim, foi importante dentro do campeonato”, contou.

Raiza Goulão dominou a prova de CXO e abriu mais de 7 minutos para a 2ª colocada Foto: Thiago Lemos / CIMTB

Na prova da Super Elite Feminina, a goiana radicada na Espanha,  Raiza Goulão não teve adversárias, não deu margem a surpresas e correu com muita velocidade e para abrir uma vantagem superior a 7 minutos sobre a segunda colocada Letícia Cândido que levou o título de campeã da temporada da Super Elite.

Raiza ao final da prova comentou sua participação na CIMTB: “Uma coisa que me marca muito no Brasil, depois de eu ter ido morar na Europa, é o carinho do público e das organizações de prova, dando valor nos atletas nacionais. Muito agradecida pela organização da CIMTB, por estar aqui prestigiando e muito surpresa por ter um circuito desse nível técnico, dentro de São Paulo. Voltar da Espanha e sentir esse calor, só me faz ter mais orgulho de ser brasileira”, disse a atleta.

A campeã do circuito, Letícia Cândido que disputou a etapa paulista da CIMTB ainda atravessando um período recuperação após um período de fadiga muscular declarou:  “Achei a prova bem legal, a estrutura da CIMTB como sempre muito bacana e a pista estava ágil e rápida. Tinham poucas subidas duras e era mais agilidade, muitas árvores próximas uma da outra e o terreno bem desregular. Para mim é uma vantagem esse circuito porque eu gosto muit. Graças a Deus eu me senti bem, consegui atingir meu objetivo, manter a camisa de líder e o título da CIMTB que é muito importante na minha carreira”.

Viviane Favery, terceira colocada se emocionou ao pedalar na cidade que faz parte da história dela. “Há pouco tempo eu morava em São Paulo e eu estava tendo uma vida muito diferente como executiva de marketing e vir para uma prova de mountain bike na minha cidade, onde eu nasci e cresci, ao lado da minha casa e estar pedalando entre as três melhores atletas do país não tem preço. Estou realizada e contente que a etapa do ano que vem está confirmada, e é importante para as pessoas terem contato com o esporte”, disse.
No domingo os mountain biker’s  encararam o Short Track –XCC disputado em um traçado de 2 km em provas e 20 minutos para elite Feminina e 25 minutos para os homens aonde o atual campeão brasileiro de XCO,  Luiz Henrique Cocuzzi e o espanhol Sérgio Mantecón travaram um duelo intenso.

Cocuzzi conquistou sua segunda vitória no final de semana, deixando para trás ao espanhol  Sérgio Mantecón  e Guilherme Muller.  “Estou muito feliz com os resultados que consegui nos dois dias de prova e também com o evento estar acontecendo em São Paulo. Aqui a cultura de XCO ainda é pequena e ter uma pista dentro da cidade ajuda a incentivar o público e as crianças a começarem a praticar o mountain bike que é o esporte que eu gosto e que eu quero ver crescer”, disse o vencedor a etapa paulista da CIMTB.

No feminino, Leticia Cândido, liderou a maior parte da prova deixando a segunda posição para Sofia Subtil/Audax Bike Team e em terceiro Isabela Ribeiro/Specialized Race BR. A vencedora comemorou muito a vitória em uma prova de Short Track e comentou ao final do evento: “Essa é uma prova muito explosiva. Estou feliz porque prefiro provas mais longas. Tinha uma parte técnica e eu consegui ficar bem concentrada. Eu fiz uma boa largada e as meninas andaram muito forte. Eu usei a concentração e a experiência e fiquei muito feliz”.

No feminino da Sub-23 a festa foi da equipe Audax-FSA bike team com a vitória da  a colombiana Valeria Garcia Ruiz e dee equipe José Gabriel Marques. Na classificação geral da CIMTB, após 4 etapas  Karen Olímpio/Isapa-Oggi e José Gabriel foram os campeões.

O final de semana ainda contou com as disputas da Copa Sense Bike  nas categorias Expert, Cadete, Master e Segurança Pública, Veterano, Peso Pesado, Femininas (Sub35, Sub45, Over45) e Sub 1.

Na Júnior, os campeões da prova de XCO disputada no  domingo foram Marcela Lima/Time Raiza Goulão e Lucas Sírio/Specialized Racing BR. Na somatória das 4 etapas os  campeões da categoria foram Winston Pinto Porto Junior/Over Bike Team e Bruna Elias/Specialized Racing BR
Foram nove categoriais que pedalaram na pista de XCO da CIMTB Levorin neste sábado (23).  O número de voltas na pista de cerca de 5.6 km está relacionado com cada categoria, sendo que as categorias Expert, Cadete, Master e Segurança Pública dão três voltas, Veterano, Peso Pesado, Femininas (Sub35, Sub45, Over45) e Sub 19 deram duas voltas.

Largada da prova para e-Bikes MTB Foto: Thiago Lemos / CIMTB

Também foi disputada uma prova para mountain bikes equipadas com motor elétrico a pedalada assistida. Com um grid formado por 12 pilotos  a competição teve cinco voltas no circuito do Short Tack para a categoria E-bikes. A  primeira colocação foi Diego Malagon seguido de André Luiz Colombini e Caio Salerno.

A Copa Internacional de Mountain Bike – CIMTB  foi disputada em quatro etapas  (Araxá no mês de março, São João del Rei, em Junho; Congonhas, em agosto e a final em São Paulo) e teve como campeões na categoria Elite a  Henrique Avancini/Cannondale Factory Racing e Letícia Cândido/TSW Racing Team 

A CIMTB Levorin conta pontos para o ranking mundial da UCI e faz parte do ciclo Olímpico Tokyo2020; faz parte do ranking brasileiro e  também serviu como final do Campeonato Paulista. A Copa Internacional de Mountain Bike chegou neste ano a  22ª Edição em 2017. Com  patrocínio da Levorin e copatrocínio  da Specialized, Sense Bike e Audax.

O português Davi Rosa chegou a liderar a prova, atrás Cocuzzi dava combate – foto: George Panara/Mundo Bici

COPA INTERNACIONAL DE MTB  4a ETAPA SÃO PAULO/SP

XCO – Cross Country Olímpico

Super Elite Masculino

1- Luiz Henrique Cocuzzi/Lar-Scott-KMC-GTK – 1h35m32s

2- Sergio Mantecon/Trek – 1h36m46

3- Sherman Trezza de paiva/Caloi Elite Team – 1h37m05

4- Rubens Donizete Valeriano /Sense Factory Racing – 1h37m05

5- Davi Rosa/Tropix – Portugal – 1h38m27s

Super Elite Feminino

1- Raiza Goulão/Primaflor-Mondraker Rotor Ajram Capital Team – 1h38s21

2- Letícia Cândido/TSW Racing Team – 1h45s52

3- Viviane Favery/Rose Vaujany Fuelded by Ultrasports – 1h47m34s

4- Isabela Ribeiro/Specialized Racing Brasil – 1h48m13s

5- Sofia Subtil/Audax-FSA-OBC – 1h49m05s

Letícia Cândido – foto: George Panara/Mundo bici

 

XCC – Short Track

Super Elite Masculino

1-  Luiz Henrique Cocuzzi/Lar-Scott-KMC-GTK

2- Sergio Mantecon/Trek

3- Guilherme Gotardello Muller/Sense Factory Team

4- Rubens Donizete Valeriano/Sense Factory Team

5- Sherman Trezza e Paiva/Caloi Elite Team

Super Elite Feminino

1- Letícia Cândido/TSW Racing Team

2- Sofia Subtil/Audax-FSA-OBC

3- Isabela Ribeiro/Specialized Racing Brasil

4- Valeria Garcia Ruiz/Colômbia

5- Daniele Maria de Moraes/AVA Project

Deixe uma resposta