EUROTRACK18 – MAIS UMA VEZ HOLANDA É DESTAQUE NO EUROPEU DE PISTA

O EuroTrack18 – O Campeonato Europeu de Pista, encerrado na última terça-feira (07/08) apresentou um elevadíssimo nível técnico. Os holandeses mais uma vez, mostraram toda sua força, com a experiente Wild Kirsten que conquistou duas medalhas de ouro e uma de bronze e com seus velocistas 

Os holandeses da trinca de ouro da Velocidade por Equipes no EuroTrack18 – Luca Bettini-BettiniPhoto-UEC

Cinco dias de grandes disputas, entre os dias 2 a 7 de julho, os melhores pisteiros da Europa se encontraram no Sir Chris Hoy Velodrome, em Glasgow, na Escócia, para disputar o título continental. Holandeses, britânicos e russos dominaram o quadro de medalhas.

Os holandeses ganharam os títulos nas provas masculinas de velocidade (Velocidade por Equipes, no Km com Matthijs Büchli e na Velocidade com Jeffrey Hoogland conquistando seu segundo título nessa especialidade).
Nas provas de velocidade feminina, sem a presença da especialista alemã Kristina Voguel (que ainda se encontra internada recuperando-se de um grave acidente ) as russas a competição com Daria Shmeleva nos 500 metros e na Velocidade (200m) que também levou o ouro na Velocidade por Equipes em dupla com Anastasiia Voinova.

As russas Anastasiia Voinova e Daria Shmeleva  na largada da Velocidade por Equipes – BettiniPhoto-UEC

No Keirin as medalhas ficaram com alemão Stefan Botticher (que já havia conquistado a prata nos 200m e o bronze na velocidade por equipes) e no feminino com a francesa, Mathilde Gros, de apenas 19 anos, que dominou a pista e controlou suas adversárias para conquistar seu primeiro título europeu, o que diminui sua decepção pois ela acreditava que na prova de velocidade,  aonde ela terminou em terceiro poderia ter obtido um melhor resultado.
Os italianos entraram com um quarteto muito consistente na disputa da Perseguição por equipes – Elia Viviani, Filippo Gana e ainda Scartezzini e Lamon se impuseram sobre o quarteto suíço. Os britânicos, atuais campeões mundiais, ficaram com o bronze ao superar o quarteto alemão.

Final da Keirin, o alemão Steffan Bötticher arrancou da terceira posição para conquistar o ouro – BettiniPhoto-UEC

No 4×4000 feminino,  o duelo entre britânicas e italianas vem se repetindo com certa frequência. Porém, mais uma vez a experiência das campeãs olímpicas na Rio2016,  Katie Archibald e Elinoir Barker  contou muito e com isso elas conseguiram uma vantagem que superou os 9 segundos para garantir a primeira colocação na EuroTrack18.
Aos 35 anos de idade, a campeã mundial em provas de meio fundo, a holandesa Kirsten Wild fechou sua participação com as vitórias no Scratch e na Omnium aonde dominou a competição, também conquistou o bronze na Madison correndo em dupla com Amy Pieters. A italiana Maria Giulia Confalonieri conquistou seu primeiro ouro no Campeonato Europeu da Elite na Prova por Pontos. Na Perseguição Individual a alemã Lisa Brennauer surpreendeu a tetracampeã europeia Katie Archibald.

Ouro na Rio2016 a quarteta britânica confirmou o favoritismo – BettiniPhoto-UEC

No Omnium masculino, o jovem britânico de 19 anos Ethan Hayter, soube se impôr diante de ciclistas mais experientes como o campeão olímpico Elia Viviani, o campeão europeu de 2017 Albert Torres ou o jovem francês campeão mundial em 2017 Benjamin Thomas. Hayter é um nome a ser levado em conta, já integra a seleção principal e em Tokio2020 será um dos grandes nomes que estarão pedalando pelo ouro olímpico.
O polonês Wojciech Pszczolarski, três anos após a sua vitória em Grenchem’2015 reconquistou o titulo europeu da Prova por Pontos. Na Perseguição Individual, o alemão Domenic Weinstein que no ano passado havia conquistado o bronze, desta vez mostrou sua evolução e levou o ouro ao superar o jovem português de 21 anos, Ivo Oliveira que repetiu a prata conquistada no ano passado. Outro jovem de 21 anos que voltou ao pódio foi o ucraniano Roman Gladysh, porém em Glasgow ele subiu dois degraus levando o ouro no Scratch.

Campeão mundial do Scratch, Wil Kirsten também levou o ouro na Omnium – BettiniPhoto-UEC

A Madison masculina teve uma disputa muito emocionante entre a dupla belga composta por Kenny De Ketele e Robbe Ghys e a equipe alemã com os atuais campeões mundiais , Roger Kluge e Theo Reinhardt. As duas duplas conseguiram colocar uma volta sobre o pelotão com os belgas sendo mais consistentes. Nas últimas voltas os britânicos Ethan Hayter e Oliver Wood arriscaram muito para conseguiram bater o pelotão na ultima volta e conseguir os 10 pontos que os colocaram no terceiro lugar atrás das duplas da Bélgica e da Alemanha. Na prova feminina, a vitória foi para as dinamarquesas Amalie Dideriksen e Julie Leth.

As dinamarquesas Amalie Dideriksen, Julie Leth venceram a Madison – BettiniPhoto

EuroTrack18 – Campeonatos Europeus de Ciclismo de Pista
Sir Chris Hoy Velodrome – Glasgow

Velocidade 200 m
Homens
1- Jeffrey Hoogland – Holanda – 9s952 – 10s113
2- Steffan Bötticher – Alemanha
3- Harrie Lavreisen – Holanda – 10s424 – 10s081
4- Jack Carlin – Grã Bretanha – 10S271
Mulheres
1- Daria Shmeleva – Rússia – 11s514 – 11s496
2- Anastasiia Voinova – Rússia
3- Mathilde Gross – França – 11s730 – 11s381
4- Miriam Welte – Alemanha

Desfalcada de sua companheira Kristina Voguel,  a alemã Miriam Welte correu a prova da Velocidade por Equipes fazendo dupla com a jovem de 20 anos, Emma Hinze – BettiniPhoto-UEC

 

Velocidade por Equipes
Homens – 750 m – 3 voltas
1- Holanda -Jeffrey Hoogland, Harrie Lavreisen, Roy Van Den Berg – 42s888 – vel. média 62.954 km/h
2- França – Sébastien Vegier, François Pervis, Quentin Lafargue – 43s693
3- Alemanha – Steffan Bötticher, Joachim Eilers, Timo Bichler – 43s805
4- Polônia – Mateusz Lipa, Maciej Bielecki, Krzysztof Maksel – 44s065
Mulheres – 500 m – 2 voltas
1- Rússia – Anastasiia Voinova, Daria Shmeleva – 32s452 – vel. média 55.456 km/h
2- Ucrânia – Liubov Basova, Olena Starikova – 33s108
3- Alemanha – Miriam Welte, Emma Hinze – 32s981
4- Holanda – Kyra Lamberink, Shanne Braspennicx – 33s481

1 Km Contra relógio
1- Matthijs Büchli – Holanda – 1m00s134 – vel. média 59.866 km/h
2- Joachim Eilers – Alemanha – 1m00s361
3- Sam Ligtlee – Holanda – 1m00s905

500 metros
1- Daria Shmeleva – Rússia – 33s285 – vel. média 54.078 km/h
2- Olena Starikova – Ucrânia – 33s593
3- Miriam Welte – Alemanha – 33s600

Aos 19 anos, a velocista francesa Mathilde Gros venceu o Keirin e foi bronze nos 200m – BettiniPhoto-UEC

Keirin

6 Voltas, apenas os 200m finais são cronometrados
Homens
1- Steffan Bötticher – Alemanha
2- Sébastien Vegier – França
3- Jack Carlin – Grã Bretanha
Feminino
1- Mathilde Gros – França
2- Nicky Degrendele – Bélgica
3- Daria Shmeleva – Rússia

Perseguição Individual
Homens – 4.000 m
1- Domenic Weinstein – Alemanha – 4m13s363 – vel. média 56s835
2- Ivo Oliveira – Portugal – 4m15s304
3- Claudio Imhof – Suíça – 4m16s654
4- Alexander Evtushenko – Rússia – 4m17s608
Mulheres – 3.000 m
1- Lisa Brennauer – Alemanha – 3m26s879
2- Katie Archibald – Grã Bretanha – 3m29s577
3- Justyna Kaczkowska – Polônia – 3m34s750
4- Ina Savenka – Bielorrússia – 3m38s547

 Ivo Oliveira repetiu o resultado do ano passado, e mais uma vez conquistou a medalha de prata na Eurotrack18 – BettiniPhoto

Perseguição por EquipesHomens 4000 m
1- Itália – Francesco Gamon, Filippo Ganna, Elia Viviani, Liam Bertazzo – 3:55.401 – vel. média 61.172 km/h
2- Suíça – Thery Schir, Cyrille Thiery, Frank Pasche, Steffan Bissegger – 3m59s705
3- Grã Bretanha – Charlie Tanfield, Kian Emadi, Steven Burke, Ethan Hayter – 3m57s463
4- Alemanha – Nils Schomber, Theo Reinhard, Leon Rohde, Domenic Weinstein – 4m00s007
Mulheres 4.000m
1- Grã Bretanha – Katie Archibald, Laura Kenny, Elinor Barker, Neah Evans – 4m16s896 – vel. média 56.053 km/h
2- Itália – Letizia Paternoster, Silvia Valsecchi, Marta Cavalli, Elisa Balsamo – 4m25s384
3- Alemanha – Charlotte Becker, Gudrum Stock, Mieke Kröger, Lisa Brennauer – 4m23s105
4- Polônia – Nikol Plosaj, Justyna Kaczkowska, Daria Pikulik, Wiktoria Pikulik, Lucja Pietrzak – 4m30s444

Com Elia Viviani e Filippo Gana como destaques os italianos conquistaram o ouro na Perseguição por Equipes – BettiniPhoto-UEC

Prova por Pontos
Homens – 160 voltas – 40km com 16 sprints – 46m06s000 – vel.média 52.060 km/h
1- Wojciech Pszczolarski – Polônia – 102 – pontos
2- Kenny De Ketele – Bélgica – 83 pontos
3- Stefan Matzner – Áustria – 71 pontos
Mulheres – 100 voltas – 25 km com 10 sprints – 31m37s – vel. média 47.443 km/h
1- Maria Giulia Confalonieri – Itália – 33 pontos
2- Ina Savenka – Bielorrússia – 32 pontos
3- Gulnaz Badikova – Rússia – 30 pontos

O polonês Wojciech Pszczolarski e o belga Kenny De Ketele na disputa da Prova por Pontos – BettiniPhoto-UEC

Scratch
Homens – 60 voltas – 15 km
1- Roman Gladysh – Ucrânia
2- Adrien Garel – França
3- Tristan Marguet – Suíça
Mulheres – 40 voltas – 10 km
1- Kirsten Wild – Holanda
2- Emily Kay – Grã Bretanha
3- Jolien D’Hoore – Bélgica

Robbe Ghys e Kenny De Ketele venceram a Madison – bettiniPhoto -UEC

Madison
Homens – 200 voltas – 50 km com 20 sprints – 52m59s- vel. média 56.621 km/h –
1- Bélgica – Robbe Ghys, Kenny De Ketele – 56 pontos
2- Alemanha – Theo Renhardt, Roger Kluge – 47 pontos
3- Grã Bretanha – Oliver Wood, Ethan Hayter – 38 pontos
Mulheres – 120 voltas – 30 km com 12 sprints – 35m09s – vel. média 51.209 km/h
1- Dinamarca – Amalie Dideriksen, Julie Leth – 42 pontos
2- Rússia – Gulnaz Badykova, Diana Klimova – 38 pontos
3- Holanda – Kirsten Wild, Amy Pieters – 34 pontos

Omnium (Scratch, Temp Race, Eliminação, Prova por Pontos)
Homens
1- Ethan Hayter – Grã Bretanha – 133 pontos
2- Elia Viviani – Itália – 113 pontos
3- Casper Von Folsach – Dinamarca – 113 pontos
Mulheres
1- Kirsten Wild – Holanda – 156 pontos
2- Katie Archibald – Grã Bretanha – 144 pontos
3- Letizia Paternoster – Itália – 111 pontos

Aos 19 anos Ethan Hayer já é um dos grandes nomes do ciclismo britânico – BettiniPhoto-UEC

Eliminação
Homens
1- Matthew Wals – Grã Bretanha
2- Rui Oliveira – Portugal
3- Szymon Krawczyk – Polônia
Mulheres
1- Lara Kenny – Grã Bretanha
2- Anna Knauer – Alemanha
3- Evgenia Augustina – Rússia

QUADRO DE MEDALHAS EUROTRACK18
1- Holanda – 5 ouro, 2 bronze – 7 medalhas
2- Grã Bretanha – 3 ouro, 3 prata, 2 bronze – 8 medalhas
3- Rússia – 3 ouro ,1 prata ,2 bronze – 6 medalhas
4- Alemanha – 2 ouro, 4 prata ,4 prata – 10 medalhas
5- Itália – 2 ouro, 2 prata, 1 bronze – 5 medalhas
6- Ucrânia – 1 ouro, 2 prata – 3 medalhas
7- Bélgica – 1 ouro, 1 prata, 1 bronze – 3 medalhas
8- Polônia – 1 ouro, 1 bronze – 2 medalhas
9- França – 2 prata, 1 bronze – 3 medalhas
10- Suíça – 1 prata, 2 bronze – 3 medalhas
11- Bielorrússia – 1 prata – 1 medalha
11- Portugal -1 prata – 1 medalha
13 – Áustria -1 bronze – 1 medalha
13 – Dinamarca – 1 Bronze – 1 medalha

Deixe um comentário