FORA DA CAIXA: AS MEIAS QUE CONTAM HISTÓRIAS

Grife  paulista de “moda para os pés” traz ao mercado brasileiro de meias divertidas o conceito de storyteling, até hoje usado com ênfase na literatura, propaganda e cinema

Coleção de meias divertias da Fora da Caixa, foi apresentada no Shimano Fest

Certa manhã, quando o jornalista Bruno Doro olhou para sua gaveta de meias e viu apenas branco e preto, considerou que seus pés precisavam de um pouco mais de cor.  Naquele dia surgia a inspiração para a criação da Fora da Caixa, grife de meias de São Paulo que entra no mercado de meias divertidas com um conceito diferente: o storyteling, ou seja, contar histórias.

O lançamento da coleção, aconteceu  durante o Shimano Fest,  realizado entre os dias 14 e 16 de setembro, no Memorial da América Latina, em São Paulo, na ocasião foram apresentados quatro modelos de meias pensadas para o evento: “a evolução das bicicletas” e “perrengue dos ciclistas”, ambas casuais, e os modelos esportivos  “altos e baixos” e a “infinito”.

altos e baixos’ é uma referência às trilhas do mountain bike e ‘perrengue dos ciclistas’  é uma brincadeira com os pneu furado de uma bicicleta

“A ideia é fazer sempre um produto divertido. Então, paramos para pensar como ser diferente. A ideia foi usar a meia para contar uma história. Você pode achar que é um espaço pequeno, mas é suficiente para colocar os elementos de uma boa história”, conta Carolina Laurito, uma das três sócias da empresa.

A “evolução das bicicletas” , como o nome diz,  traça uma linha do tempo saindo das Penyy Farthing com rodas dianteiras grandes até as  modernas bikes atuais com design avançado. A meia sobre os perrengues mostra algo que todo ciclista já enfrentou: um pneu furado.

Os modelos de meias esportivas são mais conceituais. A “altos e baixos” é uma referência aos desafios e à beleza de quem encara as trilhas do mountain bike. E a “infinito” traz uma alusão às correntes da bicicleta, mesclada com o símbolo do infinito, em referência a um veículo que não precisa de combustíveis para funcionar, a bicicleta.

“A recepção das pessoas foi muita boa. Muitas delas olhavam para as meias e, quando explicávamos o conceito, admitiam que nunca tinham pensado nesse tipo de produto como um meio para contar histórias”, completa Ariadne Sakamoto, a terceira responsável pela empresa.

As meias Fora da Caixa estão à venda no endereço www.foradacaixameias.com.br e nas mídias sociais: @foradacaixa.meias (Instagram) e facebook.com/foradacaixa.meias.

Deixe um comentário