ESTAÇÃO MOUNTAIN BIKE: PRÓXIMA PARADA ITABIRA

O turismo em bicicleta ganha cada vez mais espaço em Minas Gerais e o projeto da Estação Mountain Bike chega a Itabira, terra do poeta e cronista Carlos Drummond de Andrade e de muitas trilhas e cachoeiras. Projeto deverá estar concluído até o final deste ano para que o público possa começar 2021 pedalando

Estação Mountain Bike de Itabira tem caminhos pelas montanhas e poemas de Drummond – foto: Antônio Gonçalves/Estação Mountain Bike

Lá nas Minas Gerais não estão perdendo o pedal, pois mesmo durante a pandemia da Covid-19 tem gente trabalhando muito para levar adiante um projeto para incentivar o turismo em bicicleta, interligar parques, fazendas e cidades.

Á frente deste trabalho fazendo a ligação entre entes públicos, empresas e sociedade civil está Antônio Gonçalves, o Ticorico que já abriu a primeira Estação Mountain Bike em Conceição do Mato Dentro e que agora leva um projeto similar à sua cidade natal, Itabira.

Vista do Alto do Parque Alto do Rio do Tanque – foto: Antônio Gonçalves/Estação Mountain Bike

Em parceira com a Prefeitura de Itabira e a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Ticorico está implantando o projeto denominado Circuito de Bicicletas Entre Parques, e como o próprio nome diz, tem como proposta interligar e explorar as trilhas dos parques, unidades de conservação e os vários atrativos culturais e naturais da cidade.

Segundo o empreendedor e idealizador do projeto “A cidade tem muito a oferecer aos turistas, tanto os convencionais como os de bicicleta, como atrativos temáticos urbanos, novos parques e belas trilhas e cachoeiras no Parque Alto do Rio Tanque, na bucólica Serra dos Alves”.  

Equipe trabalha na instalação de estrutura de apoio da Estação Mountain Bike de Itabira onde o ciclista encontrará dados sobre as região e os melhores caminhos foto: Antônio Gonçalves/Estação Mountain Bike

A região tem trilhas para todos os gostos, desde estradinhas de terra em meio a florestas de eucaliptos, florestas naturais, single track no cerrado. Os percursos mais leves podem variar de 6 a 30 quilômetros ou longas jornadas de pedal pelas montanhas mineiras.

O projeto da Estação de Mountain Bike de Itabira e seu Circuito de Bicicletas Entre Parques , encontra-se em um adiantado processo de implantação com a montagem de toda a estrutura de apoio ao ciclista. Os percursos já estão recebendo sinalização, com marcos direcionais, painéis informativos dos roteiros, estacionamento para bicicletas, locais para lanches com mesas e postes equipados com painéis solares fotovoltaicos que possibilitarão a recarga de baterias de bicicletas elétricas ou de outros equipamentos eletrônicos.

Toda a estrutura deverá estar concluída, segundo informa Ticorico, até o dia 30 de dezembro, assim já se pode pensar em começar 2021 com um belo programa de pedal.

Entre as várias opções de Itabira , estão os Caminhos Drummondianos, um percurso com pouco mais de 7 km que pode ser percorrido de bicicleta para conhecer alguns dos lugares de inspiração para as obras do poeta itabirano. Em cada ponto de parada uma placa poema além de referências aos fatos, personagens e locais que fizeram parte da vida do poeta, cronista e contista Carlos Drummond de Andrade.

Fazenda do Pontal, Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade – foto: FCCDDA

Dentro da área urbana do Circuito de Bicicletas Entre Parques, no centro da cidade está o Parque da Água Santa, o local é famoso por um poço de águas termais que brotam de fraturas nas rochas a grandes profundidas e que segundo a população local, teria propriedades medicinais. 

Ainda nas opções dentro da área urbana da cidade, a pouco mais de 2 km do centro, está o Parque da Mata do  Intelecto ou Parque do Campestre com 35 hectares, onde está localizado o Pico do Amor, um mirante onde é possível ter uma visão panorâmica da cidade. Em períodos normais, sem as restrições da pandemia da Covid-19 o local recebe apresentações culturais, pois ali está localizado o Memorial Carlos Drummond de Andrade. Alguns trechos do parque também fazem parte dos Caminhos Drummondianos .

Além desses atrativos,   no local também  está instalado o orquidário da cidade. O parque foi batizado em homenagem a Raimundo Cesário da Costa, que morava no local onde hoje está o parque e que nos anos de 1940 eram cultivadas hortaliças e frutas destinadas a hospitais e outras instituições. Uma das versões para o nome do parque aponta que laranjas da espécie ‘seleta’ , produzidos na propriedade logo eram comercializadas nas ruas de Itabira e eram anunciados por ‘seo’ Raimundo aos gritos de ‘Olha as laranjas intelectas’, dai acabou sendo apelidado de Raimundo Intelecto dando origem ao nome popular do parque.

Parque Ribeirão São José com o Prédio da Usina hidroélétrica de 1915 e o caminho de paralelepípedos em meios aos bambuzais – foto: Antônio Gonçalves/Estação Mountain Bike

A pouco mais de 20 km do centro da cidade está o Parque Ribeirão São José, um local que só agora se abre de forma estruturada para o público e onde funcionava a antiga Usina Hidroelétrica de Itabira, inaugurada em 1915 que tem como destaque o maquinário de fabricação alemã que foi levado do Rio de Janeiro em carro de boi até Itabira, sendo a primeira usina a gerar energia para a cidade e que esteve em funcionamento até meados de 1965. O belo complexo arquitetônico em estilo inglês com telhas de ardósia foi recém restaurado.

Para os mais aventureiros ou para quem quer fazer um pedal de pura contemplação da natureza  o ponto alto da  Estação Mountain Bike de Itabira e seu Circuito de Bicicletas Entre Parques é o do percurso do Parque Alto do Rio do Tanque, localizado no povoado da Serra do Alves, no Distrito de Senhora do Carmo, a pouco mais de 44 km do centro de Itabira e a 15 km do Distrito de Senhora do Carmo.

Vila da Serra dos Alves e a capela de São José – foto: Antônio Gonçalves/Estação Mountain Bike

A pequena e bucólica a vila da Serra dos Alves oferece uma estrutura com pousada e restaurante para quem quer aproveitar as belezas naturais e as várias trilhas da região usando o lugar como base por alguns dias. No pequeno povoado encontra-se a capela de São José, construída em 1866, de arquitetura colonial, construída em madeira, adobe e pau-a-pique sobre pedras. 

Localizado em uma zona de transição entre a Mata Atlântica e o Cerrado, o parque  tem uma vegetação rica e variada, também é área de proteção para as nascentes do Rio do Tanque. O local guarda belas cachoeiras como a do Cânion dos Marques, das Laranjeiras, dos Cristais, do Sereno.

Alto do Rio do Tanque e suas cachoeiras e riosfoto: Antônio Gonçalves/Estação Mountain Bike

Itabira é uma daquelas cidades mineiras onde o mountain bike ganhou destaque e também vários praticantes, mas a proposta é ir muito além e tornar-se também um atrativo para que pessoas de outras regiões do país percorram suas trilhas. Para tanto, o idealizador do Circuito Bicicletas Entre Parques, Ticorico, tem como objetivo para os primeiros meses de 2021 organizar na cidade o 1º Fórum Brasileiro de Turismo com Mountain Bike.

Em um ano muito complicado, com a Covid-19 provocando um forte impacto no turismo com quedas no faturamento e por outro lado com a bicicleta firmando-se como opção de transporte, esporte e lazer e provocando uma explosão de vendas, usa-la como ferramenta para o desenvolvimento de um turismo sustentável e seguro é uma tendência que foi apontada como solução no mercado europeu e que aqui no Brasil já fez eco e isso está claro com a abertura de muitos bike-parks por todo o país, com cidades investindo em roteiros para cicloturismo ou mountain biking. O turismo em bicicleta estimula atividades econômicas que beneficiam os moradores da região que abrem pequenos negócios ou reformam estruturas já existentes adequando-se  para atender quem passa pelos caminhos e trilhas. Segundo relatos de Ticorico, isso já está sendo verificado após a implantação da Estação Mountain Bike de Conceição do Mato Dentro e provavelmente movimento muito parecido deverá acontecer em Itabira

3 comentário em ESTAÇÃO MOUNTAIN BIKE: PRÓXIMA PARADA ITABIRA

  1. Antônio Gonçalves disse:

    Importante momento para Itabira e região, afinal, trilhas alucinantes tem, cachoeiras belíssimas tem, comida boa e um povo muito culto

  2. Fernando Duarte disse:

    Ei GEORGE PANARA, sou irmão do Antonio Gonçalves (o Ticorico) e gostaria de parabenizá-lo pela veiculação desta importante matéria no Blog Mundo Bici. O projeto inovador do Ticorico, o Bike Station, implantado em Conceição do Mato Dentro-MG, já é sucesso no mundo bike e do Turismo de Aventura no Brasil e em Minas Gerais. Agora Chegou a hora de Itabira-MG, nossa terra natal. Como ele mesmo concebeu, trata-se de atividade esportiva, de aventura, prima pela emoção de pedalar com segurança e informação necessária nas montanhas de minas, Serra do Espinhaço e alhures, fonte de vitamina “D” (Sol), adrenalina, e demais hormônios da alegria, higienização nas cachoeiras, alimentação saudável, vivencia cultural no meio rural, higiene mental, dentre outros benefícios associados. Uma bela pedida em tempos de pandemia, não acha!?. Um forte abraço e obrigado por repercutir a atividade do nosso ícone do Mountain Bike. Forte abraço.

    • George Panara disse:

      Obrigado Fernando, torço muito pelo sucesso pois há muita dedicação e carinho no trabalho que busca além de oferecer ‘facilidades’ a quem vai pedalar na região, também procura envolver moradores da região que poderão oferecer serviços e ter atividades que possam contribuir para o seu sustento. Que venham mais Estações Mountain Bike e que a ideia se espalhe pelo país.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.