posts com a tag ‘Velódromo VIDENA’

PARAPAN-AMERICANOS LIMA2019: CHAMAN LEVA O OURO NA PERSEGUIÇÃO COM TEMPO RECORDE

Nos dois dias de disputas das provas de para-ciclismo de pista dos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019, a delegação brasileira conquistou 3 medalhas. O ouro mais uma vez chegou das pedaladas constantes de Lauro Chaman na perseguição individual. Na tandem Márcia Fanhani e Cristiane Silva garantiram duas medalhas de bronze – no Km e na perseguição individual

LIMA 2019: NO VELÓDROMO ESTADOS UNIDOS LIDERAM O QUADRO DE MEDALHAS

O domingo (04/08) foi o último dia de corridas por medalhas no velódromo dos Jogos Pan Americanos de Lima 2019. O dia foi marcado pelo retorno das disputas da Madison ao programa pan-americano. No quadro de medalhas o primeiro lugar ficou com os Estados Unidos com 5 ouros, seguidos pela Colômbia com 2 ouros e pelo surpreendente desempenho de Trinidad Tobago com 2 ouros, o Brasil saiu com 1 bronze

LIMA 2019: PAUL E QUINTERO, OS VELOCISTAS DE 20 ANOS SE LANÇAM PARA O FUTURO

Uma nova geração de velocistas começa a fazer história no velódromo dos Jogos Pan Americanos de Lima 2019. Com 20 anos, Nicholas Paul, de Trinidad Tobago e Kevin Quintero, da Colômbia, superam adversários mais experientes. Na Perseguição Individual, o afinado quarteto estadunidense não deu margem aos adversários e confirmou o favoritismo, assim como fez Jennifer Valente na Omnium

LIMA 2019 – NOVO RECORDE PARA OS 200M E MARTHA BAYONA É OURO NO KEIRIN

No segundo dia de disputas no velódromo Pan Americano a colombiana Martha Bayona conquista o ouro no Keirin. No duelo da perseguição por equipes o quarteto canadense não resistiu à equipe das estadunidenses que ficaram com o ouro. Nas classificatórias da velocidade masculina Trinidad Tobago domina e seu velocista Nicholas Paul estabelece o novo recorde continental para os 200m

LIMA 2019 – TRIO DA VELOCIDADE CONQUISTA O BRONZE PAN-AMERICANO

No primeiro dia das provas de pista no Pan de Lima 2019, o trio da velocidade por equipes repete o pódio do Pan de Toronto e conquista a medalha de bronze. O ouro ficou com a surpreendente equipe de Trinidad e Tobago, no feminino as mexicanas desbancaram as canadenses e ainda estabeleceram o novo recorde continental